Arquivo da categoria: Drops

[Drops] The Strokes, Angles

Há algumas semanas eu tinha dito que o Suck It And See do Arctic Monkeys (2011) tinha sido o melhor do ano, aí recentemente eu peguei  o Angles, do The Strokes, de novo, com cuidado(com mais atenção ainda), e percebi a genialidade, não é um cd qualquer.
Não chega a ser revolucionário, mágico como o Is This It de dez anos atrás, mas, com certeza mostra e traz de volta o Strokes que a gente conhecia, mas agora mais maduros, mais experientes, e ainda melhores.

“De volta”. Os anos de afastamento e as carreiras solo foram primordiais para que cada um se encontrasse, e dessem um tempo do clima que estava na banda. Por vezes o fim do Strokes foi anunciado, e a separação temporária propiciou essa magnífica volta por cima.

Pode pegar show do tempo que o Julian Casablancas enchia a cara, errava as letras e caía no palco. Sim, claro, nem assim a gente deixava de curtir, porquê esse era o Julian. Mas com certeza atrapalhava a banda, uma hora ou outra.

Pegue esse show e compare com o show no Reading desse ano, Juicebox, por exemplo. A diferença é nítida.

E o Angles, nascendo dessa volta, mostra do que o Strokes ainda é capaz. E dá um pequeno preview do que está por vir.

Acreditem no Strokes, acreditem na boa música.

Mais tarde faço uma enquete no Facebook e aqui também, perguntando qual foi o melhor cd do ano, aguardem ;D

 

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: